Tripofobia: O medo de buracos

Uma fobia que vem se tornando bastante conhecida é a Tripofobia. Ela ainda não é reconhecida pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, mas cada vez mais pessoas alegam sofrerem desse mal. Isso fez com que alguns estudiosos se debruçassem sobre esse fenômeno na tentativa de explica-lo. Hoje vamos explicar do que se trata essa fobia e qual e porque ela afeta tantas pessoas.

Notas: As imagens que vou usar para ilustrar esse post são apenas ilustrativas e não costumam causar mal-estar nas pessoas com Tripofobia. Caso as imagens aqui presentes causem qualquer tipo de mal-estar, por favor, me avise para que eu possa removê-la.

Caso queira ver imagens de Tripofobia, há um link ao final do post. O Psicologia para Curiosos não se responsabiliza pelos efeitos que as imagens possam causar a quem decida vê-las.

TRIPOFOBIA

           tripofobia-capa

Tripofobia vem do vocábulo grego. Tripo vem de trypo e significa perfurar ou fazer buracos. Fobia vem da palavra phóbos para medo. Assim, podemos entender que a Tripofobia é o medo de buracos ou furos.

            Essa fobia é uma das mais comuns que se tem conhecimento. A maioria das pessoas sente mal-estar, coceiras, tremedeiras, formigamentos e repulsa ao se deparar com imagens que tenham padrões irregulares de buracos. Em casos mais graves, há fortes náuseas, aceleração do ritmo cardíaco e pode até desencadear uma crise de pânico.

            As imagens mais aversivas costumam serem as que contêm agrupamentos de buracos em esponjas, sementes, favos de mel, flores, corais, madeira e principalmente na pele ou carne. Porém, algumas pessoas mais sensíveis têm esses sintomas com coisas bem mais comuns, por exemplo, uma barra de chocolate airado, como o Suflair.

POR QUE TANTAS PESSOAS SOFREM DISSO?

            Os estudiosos Geoff Cole e Arnold Wilkins da Universidade de Essex estudaram mais a fundo esse fenômeno com o intuito de compreendê-lo. O que eles encontraram em suas pesquisas foi que, na verdade, essa fobia é um instinto inato do ser humano. O medo na verdade é do perigo e não dos buracos em si.

            Acontece que as imagens se assemelham a algo que nossos ancestrais aprenderam datripofobia-post-2 pior forma. Numa época de poucos recursos, doenças graves causavam estragos como estes ou vermes penetravam no corpo da pessoa e geravam graves inflamações. Como isso podia ser passado de um para outro, foi aprendido que é algo perigoso, que se deve ter distância. Isso, como forma evolutiva, foi inserido em nossa cultura e hoje esse nosso medo já nasce conosco e faz com que nós tenhamos mal-estar e repulsa a essas imagens, como forma de nos proteger do perigo que representam.

 

Mas então todas as pessoas deveriam sofrer disso, certo?

            tripofobia-post-1Na verdade, não. No geral, muitas pessoas são capazes de reconhecer que não há perigo, pois se trata apenas de uma imagem que não pode afetá-lo. Mas os que têm a Tripofobia sofrem na verdade de um reflexo de proteção inconsciente que resulta em reações do corpo que não podem ser controladas.

Como o incômodo gerado pela Tripofobia é bastante comum, tomei a precaução de não colocar no post nenhuma imagem que pudesse causar incômodo aos meus leitores. Caso haja interesse de entrar em contato com as imagens que nos referimos, o leitor pode acessar o site www.trypophobia.com e clicar em “Trypophobia Pictures”, onde há uma lista bastante grande de imagens que são consideradas repulsivas para os que sofrem desse transtorno de ansiedade.

REFERÊNCIAS

G. G. COLE; A. J. WILKINS; Fear Of Holes, Psychological Science, v. 24, n.10, p. 1980-1985, 2013.

G. G. COLE; A. J. WILKINS; Assessment of trypophobia and an analysis of its visual precipitation, The Quarterly Jounal of Experimental Psychology, v. 68, n. 11, 2015.

Sobre a autora

Priscilla Figueiredo

Priscilla Figueiredo é Psicóloga de orientação Psicanalítica graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e atua na área da saúde como psicóloga clínica. Para disseminar seu conhecimento, criou o Psicologia Para Curiosos e escreve artigos regularmente aqui no site.

Deixe seu comentario

  • Josiane costa

    Obrigada por ter o cuidado em não colocar as imagens que nos causam fobia. Queria saber mais sobre essa doença e so aqui, sem as imagens ruins, é que pôde ficar mais bem informada. É muito ruim sentir esse mal está por causa dessas coisas. O pior é que muitas pessoas pessam que é frescura e ficam nos expondo, mostrando essas imagens. Só pra ver a gente se coçando todo.

  • KELLY ALVES CABRAL

    GENTE EU ESTOU CHOCADA COM ESSA NOTICIA ,POIS DESCOBRI QUE TENHO ESSA DOENÇA HOJE ,DEPOIS QUE VI UMA IMAGEM NO WATTS DE UM PÉ TODO PERFURADO PASSEI MAL O DIA TODO, MESMO SABENDO DEPOIS QUE A IMAGEM ERA FALSA, E FUI ME INFORMAR SOBRE ISSO.A MINHA VIDA INTEIRA TENHO PANICOS COM BURACOS E JAMAIS IMAGINEI QUE PODERIA SER DOENÇA. QUE HORROR!!!

    • Simone

      Kelly também vi essa imagem do pé e da mão, derrubei meu celular ao abrir a imagem. É extramente repulsivo. Sabia que era uma fobia só não sabia o nome.

  • osiel parente

    EU SEMPRE SENTI DESCONFORTO VENDO ESSES TIPOS DE IMAGENS, COMO NUCA PERFURADAS, MÃOS, PÉS OU QUALQUER PARTE DO CORPO, COM FUROS DESSA NORMALIDADE, MEU CORPO FORMIGA, SINTO ARREPIOS, NAUSEAS E LEVES ACELERAÇÕES CARDÍACAS

  • Geisa

    esse tipo de imagem me da até vontade de chorar uma angústia meu corpo formiga coça me da um pânico um desespero…😢😢 isso tem cura? as pessoas ficam postando essas imagens no Facebook por isso descobri q tinha tripofobia, fico sem dormir porque disso 😭😭

    • Psicologia Para Curiosos

      Geisa,
      Tem como tratar sim, fazer um acompanhamento terapêutico pode diminuir muito sua angústia. É realmente complicado as pessoas que não passam por isso acharem engraçado e compartilharem imagens como essa, pois causa mal estar em quem sofre com a fobia.
      Espero que a matéria tenha ajudado um pouco, se for muito difícil conviver com isso, pense com carinho em procurar ajuda de um profissional de sua confiança.

  • Thom Draven Luis

    Esses que estão aqui no site é de boaça de ver, mas os outros ñ rola pqp dá vontade de furar o olho